Nossa História

Pôr volta de 1889, integrante do grande fluxo imigratório Italiano, chega ao Brasil Natal Fabbri acompanhado de sua esposa, Dona Carolina, e de seu primeiro filho, Antônio. De trem, dirigem-se para o interior do estado de São Paulo até a estação de Visconde de Parnaíba, de são conduzidos, de carro-de-boi para a Fazenda Estrela de Lourdes, hoje parte do município de Brodowski.

Possuindo conhecimentos técnicos que estava além do necessário para o manejo da enxada e não pretendendo vergar-se diante da rude ferramenta, Natal Fabbri propôs ao Fazendeiro Vergílio Nogueira um desafio: A Produção de Cerveja na própria Fazenda. O desafio é aceito e, em pouco tempo, a Fazenda Estrela de Lourdes passa a ser conhecida como Cervejaria em toda redondeza.

Com a construção da estação da Companhia Mogiana de Estrada de Ferro em Brodowski, em 1894, a Fabriqueta que funcionava, precariamente, na Fazenda Estrela de Lourdes é transferida por Natal Fabbri para o pequeno povoado que se formava, e 3 anos depois é oficialmente registrada com a Razão Social de Natal Fabbri. Em 1911, Falecendo o velho Fabbri, sua esposa Dona Carolina assume a direção da fábrica, que passa a se chamar “Carolina Fabbri”, até 1915, quando a fabrica é transferida para seus Filhos: Antônio, Fausto, José e César Fabbri. A partir daí recebe o nome “Irmãos Fabbri”.

Nesta época, toda a produção era manual, absorvendo o trabalho de aproximadamente 50 empregados. Com o crescimento do consumo, deram início a comercialização de bebidas em ancorotes vindos de uma fábrica de São José do Rio Pardo, que foi mais tarde transferida para Brodowski para atender as necessidades da Fábrica de bebidas.

Devido a grande venda que tinha dos produtos Fabbri, foi montada um Serraria e uma fábrica de Ancorote dentro da própria fábrica de bebidas. Em 1950 desfaz-se a sociedade e Antônio Fabbri continua o trabalho iniciado pelo velho Natal, mudando a empresa para a antiga Praça Humaitá - hoje Praça Cândido Portinari - para a Praça da Matriz - hoje Praça dos Expedicionários - onde instala sua indústria com a Razão Social de “Antônio Fabbri”, que permanece até 1966. Durante esse período Antônio Fabbri, fabricava Bebidas Alcoólicas por mistura, Vinagre, Conhaque, Vinho Composto, Groselha e Licores.

Em 1966, seus filhos Roberto e Amando Fabbri. Assumem a direção da indústria, mais uma vez seu nome é alterado, passando a se chamar “FABBRI & CIA. LTDA.”, nome preservado até os dias atuais.

Atualmente, mantendo a tradição de empresa familiar, a FABBRI & CIA LTDA, sob o comando de Amando Fabbri e seus Filhos Humberto e Sheila Fabbri, produzem refrigerantes, bebidas, xaropes e entra agora para o setor de laticínios, com uma bebida Láctea sabor groselha, voltada para o público infanto-juvenil.